Sambas Portelenses

Aqui você terá facilidade para achar o verdadeiro SAMBA!

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

PORTELA 2018 (Rafael Viana e Thiago Belisário - Não Concorrente)


Compositores: RAFAEL VIANA E THIAGO BELISÁRIO
(ESTE SAMBA NÃO ESTÁ CONCORRENDO)

ABRI OS BRAÇOS
RETIRAI BARREIRAS CONGREGANDO AS NAÇÕES
NESSA MISTURA TÃO BONITA
PROVOCADA PELAS MIGRAÇÕES

PORTELA,
NO ALUMIAR DA SUA MEMÓRIA
VEM RELEMBRAR UMA HISTÓRIA
DE SAUDADE, AMOR
E ACOLHIDA QUE O DESTINO RESERVOU

OH, PERNAMBUCO PALCO DE TÃO “DOCE” ENREDO
SE VIU DIANTE DO INTERESSE HOLANDÊS
E DA FÉ JUDIA
QUE NESSE TORRÃO SE ESCONDIA
MAS, NOVAMENTE, PORTUGAL
OS PERSEGUIU PELO BRASIL COLONIAL

E FUGINDO À AMÉRICA DO NORTE
DE POVOADO A NOVIÓRQUE
A LIBERDADE EM ESCULTURA ALI SE FEZ
NÃO, NÃO SÃO DE HOJE AS TRAVESSIAS
NEM ESSAS VIDAS FUGIDIAS
APERREADAS PARA SER FELIZ

ÔÔ, ÔÔÔ
UM DIA ALGUÉM SONHOU:
DE REPENTE O FORASTEIRO SE APROCHEGOU
“DIRREPENTE” O MUNDO INTEIRO SE MISTUROU

LIBERDADE
DE UM ABRAÇO UNIVERSAL
DIZIA O POEMA CABRA DA PESTE
DESCENDIDO DE UM NORDESTE
PARA AS DORES EXILAR

HÁ DE CESSAR
O TEMPO DA INTOLERÂNCIA,
PREVALECENDO A ESPERANÇA,
A HUMANIDADE E O RESPEITO, ENFIM

ESSE CORDEL
NORTEARÁ NOSSAS BANDEIRAS
QUE SE DERRUBEM AS FRONTEIRAS
E TODO O PRECONCEITO CHEGUE AO FIM

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

PORTELA 2018 (Sergio da Boina e cia - Concorrente)



PORTELA 2018

Compositores: Claudinho Menezes, Fábio Simões, Luiz Barbudo, Sergio da Boina e Victor do Chapéu
Intérprete: Gonzaguinha

HAJA CORAÇÃO, A PORTELA ENTRA EM CENA
EM LIVROS DE CORDEL PRA TE MOSTRAR
UM POVO FORTE, DEVOÇÃO, BELOS POEMAS
DE UM PASSADO QUE SE FAZ PRESENTE
DAQUELES QUE SONHAM
PELO MUNDO AFORA A SE AVENTURAR

DE REPENTE DE LÁ PRA CÁ
“DIRREPENTE” DAQUI PRA LÁ
OXENTE, VOLTEI PRO MAR
EM “NOVIORQUE” MINHA PAZ EU FUI BUSCAR

O “OURO BRANCO”, DOCE RIQUEZA
FEZ PERNAMBUCO PROSPERAR
E A COBIÇA ME TIROU (ME TIROU) DESSE LUGAR
EU QUERO É MAIS SHALOM SHALOM
CONSTRUIR FELIZ CIDADE DE VERDADE, OUVIR O SOM
DO ARRASTA-PÉ E A SANFONA, DEPOIS PROVAR
MEL DE ENGENHO COM CACHAÇA QUE A MORENA FOI BUSCAR
DOCE POEMA “EMMA” ETERNIZOU
LIBERDADE ILUMINA O MEU POVO POR FAVOR
QUE O SEU FAROL NOS TRAGA A CHAMA DO AMOR

VEM, OH MINHA ÁGUIA!
NA PASSARELA SOBREVOAR
A LUZ DO NOVO COLOSSO
REFLETE O BRILHO DO TEU OLHAR
MAIS UMA ESTRELA AZUL E BRANCO A ME GUIAR

PORTELA 2018 (Gerson PM e cia - Concorrente)


PORTELA 2018



Compositores: Gerson PM, Beto da Portela, Edson Pretinho, Raphael Marques, Bruno Lima, Thiago na Fé
Participação Especial: Valmir
Intérprete: Digu’s Silvah

VOU FESTEJAR
A ÁGUIA ME FAZ SONHAR
ABRO O MEU CORAÇÃO CHEIO DE EMOÇÃO
SOU PERSONAGEM DESSA HISTÓRIA
NESTE CENÁRIO COBERTO DE GLÓRIA
FOI EM PERNAMBUCO ONDE TUDO ACONTECEU
OS JUDEUS SUFOCADOS E PERSEGUIDOS
NUM VAI E VEM SOFRIDO
VEM DA CANA A RIQUEZA A COBIÇA DESPERTOU
A CRENÇA QUE FORTALECE A MINHA FÉ
É O RESPEITO NA NOSSA RELIGIÃO

SOU ESTE POVO NORDESTINO
VOU PLANTANDO NESSE CHÃO
SOMOS OS FRUTOS DESTA TERRA
FUGINDO DA INQUISIÇÃO

SEGUINDO NO SEU SONHO SONHADO
E ASSIM, FUI LEVANDO O MEU VIVER
NA HOLANDA, NO CARIBE OU EM NOVA AMSTERDÃ
NA ESPERANÇA DE UM NOVO AMANHÃ
NESTE NAVIO TEM OURO, E TEM PRATA
SAIA DESSA ONDA, LÁ VEM PIRATA
FRANÇA COMO É LINDO O GESTO SEU
O ROMANTISMO DESSA ESTÁTUA
EM NOVIÓRQUE POESIA ESCREVEU
E VEIO ENCANTAR OS VERSOS MEUS

OH! LIBERDADE
A TUA CHAMA ILUMINA E CLAREIA
TRAZ A PAZ E A IGUALDADE
COM A PORTELA CHEIA DE FELICIDADE

Portela 2018 (Gabriel Guimarães - Concorrente)



PORTELA 2018

Compositores: Gabriel Guimarães o poeta do Rio, Ruy Ipanema
Participação especial: Gêpg

COM PERFUME DA ROSA E CORES DO CÉU
NOSSA PORTELA, EM CONTOS DE CORDEL
IMIGRANTES PASSARAM AQUI
EM LUTA CONSTANTE PRA NÃO SUCUMBIR
JUDEUS ASSUMINDO DA SUA MISSÃO
DEIXARAM TUDO PRA TRÁS
FUGINDO DA INQUISIÇÃO
PRA PERNAMBUCO EM BUSCA DA PAZ

MANTIVERAM SUA CRENÇA
CUMPRIRAM SEU PAPEL
CULTIVANDO A CANA DE AÇUCAR
DOCE COMO FAVO DE MEL

QUANDO, PORTUGAL RETOMOU O NORDESTE
DEIXARAM O CABRA DA PESTE
SE DIVIDIRAM EM TRÊS
HOLANDA, CARIBE E AMSTERDÃ DESSA VEZ (E LÁ…)
LÁ NA AMÉRICA, OURO E PRATA
TIVERAM QUE ENTREGAR
E SEM NADA, RECOMEÇAR

NOVAIÓRQUE, É O QUE É
GRAÇA ESSA GENTE DE FÉ
SOFRIDA, EXILADA
DEIXOU NA LIBERDADE SUA HISTÓRIA GRAVADA

Portela 2018 (Edson Batista - Concorrente)


PORTELA 2018

Compositor: Edson Batista

PORTELA CONTA A MINHA HISTÓRIA
E MOSTRA COMO EU VIVI
SOU RETRATO DE UM POVO SOFRIDO
DO EXÍLIO FIZ MINHA VITÓRIA
NA FUGA CONSTANTE, A LUTA PELA IGUALDADE
SAUDADE, SOFRIMENTO E DOR
A FELICIDADE DE MIM SE AFASTOU
PLANTEI EM PERNAMBUCO A RIQUEZA
A CANA DE AÇÚCAR FLORESCEU
HOLANDESES NA CHAMA DA COBIÇA
FICARAM COM O QUE ERA MEU

RELIGIÃO NA FORÇA DA OPRESSÃO
VIOLÊNCIA OH! QUANTA CRUELDADE
NOS OLHOS O FUROR DA INQUISIÇÃO
NUM CORAÇÃO CHEIO DE MALDADE

FUI EXPULSO PELOS PORTUGUESES
DESTE PARAÍSO NORDESTINO
MEU POVO TRISTE E DIVIDIDO
DESTA TERRA FOI EMBORA DE VEZ
HOLANDA MEU NOVO LAR SE FEZ
PIRATAS DO CARIBE O PAVOR EM ALTO MAR
NOVA AMSTERDÃ VI INGLESES CONQUISTAR
IMIGRANTES DO BRASIL
ESTÃO VIVOS NA MEMÓRIA
NUM PASSADO COBERTO DE GLÓRIA

POEMA DE ANGÚSTIA E ESPERANÇA
GRAVADO NOS PÉS DA LIBERDADE
FUI EXILADO, REFUGIADO E SOFRIDO
MAS NUNCA PERDI A MINHA DIGNIDADE

Portela 2018 (Henrique Mattos e cia - Não Concorrente)


PORTELA 2018 


Compositores: Henrique Mattos, Rosi e Tulio Rabelo
Intérprete: Henrique Mattos


Minha gente se prepare 
A águia vai viajar 
Por histórias do passado 
Que ninguém veio te contar 

Não é mentira (não é não) 
Vá ao Google e confira 
Por favor, fique atento 
Pois um fato eu apresento 

Vem que a Portela te explica 
Trata-se de exílio 
Mudança de domicilio 
Vida incerta de imigrante 
Que não perde a esperança 
Em nenhum instante 

Em Portugal inicia a trajetória 
Judeus buscando uma vida nova 
Oprimidos por sua religião 
Trabalhar em Pernambuco foi à opção (2x) 

Dura pouco a felicidade 
Portugal reconquista a cidade 
Do Nordeste estes holandeses 
São expulsos sem dó nem piedade 
E segue em frente, caminhos diferentes 
Vão para a América do Norte 
Promessa de Liberdade 
Mas no caminho quase encontram a morte 

Povo sofrido 
Lembrado pelos Ingleses 
Nova Iorque, é isso mesmo 
Depois os franceses 
Trazem a Estátua da Liberdade 
E em seu pedestral, um poema 
Uma mensagem 
De paz e liberdade 
A estes exilados aflitos 
Brasileiros de verdade